Pesquisar neste blog

24 de abr de 2014

RO/Jí-Paraná - Benefício da Nota Fiscal Eletrônica é reconhecido em Seminário





Curso de Faturamento – www.carlosalbertogama.com.br






(Da Redação) O curso de Ciências Contábeis do Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná (CEULJI/ULBRA) realizou na última segunda-feira (14) o 2º Seminário de Ciências Contábeis, com o tema: Nota Fiscal de Serviços Eletrônica – NFS-e. O evento contou com representantes do Poder Executivo e Conselho Regional de Contabilidade e Associação dos Contabilistas de Ji-Paraná.


O Seminário focou os benefícios da implantação dessa ferramenta fiscal pela Prefeitura de Ji-Paraná, que trouxe modernidade e agilidade ao sistema do fisco municipal, bem como a economia de materiais de expediente, papéis, entre outros, contribuído também para a preservação ambiental. A Administração Municipal foi representada pelo secretário municipal de fazenda, Luiz Fernandes Ribas Motta e pelo controlador geral do município, Elias Caetano da Silva.

Autoridades do segmento contábil, dentre elas, a presidente do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-RO), Vilma Fátima Mendes, prestigiaram o evento, que teve como palestrante o assessor técnico da Prefeitura de Ji-Paraná, contador Joelson Tavares de Andrade. Participaram também das palestras e debates, o representante dos Contabilistas, Ivaldeci Teixeira de Carvalho, o empresário da Máxima Informática, Edmar de Souza Alves e o coordenador do curso de Ciências Contábeis, professor Marcelo Roque de Oliveira que atuou como mediador do evento. O público alvo foram os acadêmicos dos cursos de Ciências Contábeis, do Ceulji/Ulbra, Unijipa e Unopar. 

O seminário destacou a iniciativa da Administração Municipal na implantação da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica, que está sendo bem aceita pelo empresariado do setor, pois evita erros durante a emissão. Anteriormente, as notas eram preenchidas manualmente, e agora é um processo totalmente eletrônico. Os representantes do segmento contábil parabenizaram a Prefeitura de Ji-Paraná pela agilidade na implantação da NFS-e, enquanto os prestadores de serviços, destacaram que uma das grandes vantagens é a redução de custos pela não utilização de papel. 


IMPOSTOS - De acordo com o secretário de fazenda, Luiz Fernandes Ribas Motta, desde a sua implantação em 1° de janeiro de 2014, já foram emitias 85 mil NFS-es. “Isto significa que 85 mil serviços foram executados, e todos foram tributados com o ISSQN, gerando divisas para o Município”, pontuou. Para o controlador geral do município, Elias Caetano, o evento proporcionou ótima oportunidade aos acadêmicos de Ciências Contábeis, de vivenciar na prática o funcionamento da NFS-e, bem como promoveu a aproximação dos empresários do setor de prestação de serviços ao sistema de tributação. 

A presidente do CRC-RO, Vilma Fátima Mendes, destacou que merece reconhecimento, a iniciativa do Prefeito Jesualdo Pires, quando idealizou a norma estabelecida pelo Decreto Municipal 2097, de 4 de outubro de 2013, que torna obrigatória a comprovação de um responsável técnico contador para que a empresa possa se habilitar à emissão da NFS-e. “Essa exigência é inédita em Rondônia e no Brasil, tanto que o conselho de contabilidade, está divulgando a sua utilidade para que seja adotada a nível nacional”, enalteceu.



Fonte: Correio Popular

Cursos, livros e apostila na área de faturamento – www.carlosalbertogama.com.br
Recebas nossas atualizações no Facebook, clique aqui
Editado por Carlos Gama

Recomendamos:
Portal Universidade SPED – www.unisped.com.br / Matérias e Notícias sobre SPED
Blog do Carlos Gama – www.carlosgama.net / Matérias e notícias na área tributária
Fórum Contadores – www.forumcontadores.com.br / Matérias e notícias da área contábil

Nenhum comentário:

Postar um comentário